Blogs de Portugal

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Decor*

Decidimos que as miúdas vão ficar no mesmo quarto, isso também vai reduzir o espaço que o mesmo tem, fazendo com que tenhamos ainda mais brinquedos espalhados pela casa. 
Gosto da sensação de termos uma casa que cheira e respira bebé por todo o lado, por outro também gostamos que as coisas estejam mais ou menos dentro de ordem, parecendo que ainda vivem adultos por aqui.

Ajustámos o quarto delas para que consigam ter uma boa parte vazia e com espaço para alinharem a criatividade, mas estava a faltar um móvel com estantes. É que nesta casa não podemos fazer furos ou ficamos sem paredes, então temos de optar por armários ou roupeiros onde consigamos enfiar tudo. 

A casa da sogra também é uma ajuda porque é espaçosa, e podemos ir levando algumas coisas que já não fazem falta ou as miúdas já não brincam tanto, deixando também coisas por lá que tantas vezes facilitam a nossa logística (não é fácil levar e trazer roupas e brinquedos tantas vezes).

Em muitas das minhas buscas, entrei no site da Vertbaudet e encontrei um armário que adorei. Tem o formato de uma casa, é alto e espaçoso, e consegue cumprir aquilo que pretendemos. Vou organizar alguns brinquedos que a baby F vai usar daqui a uns meses e organizar outro da Mada que andam espalhados pelas cómodas da casa. 

Não conseguimos ter um quarto de brinquedos, temos espaço para isso, mas não podemos tomar tudo e transformar para que elas tenham mais, senão controlar o que já têm pode ser um problema. Quero que cresçam a perceber que há espaço para tudo em casa. 

Agora só preciso esperar que chegue, que o homem não tenha um fanico e que monte o móvel feliz e sorridente ahahaha!!! 

A contar os dias para tornar o quarto delas ainda mais bonito*




Estou encantada... e vocês?*

|crédito de imagem: vertbaudet

sábado, 14 de outubro de 2017

Valor*

Quem é que não gosta de passar a tarde em casa dos pais ou avós a recordar a infância juntamente aos álbuns de fotos cheios de pó fofinho? Digam lá que não é a coisa mais querida vermos todos os nossos momentos registados, guardados e escritos na parte de trás das fotos, como se de um evento importante se tratasse.

Pois que hoje em dia isso não acontece, os nossos filhos não andam a ver as suas fotos em papel, mas sim em formato tecnológico, mais propriamente nos smart phones e afins. Uma pessoa começa a ficar nostálgica e quer voltar ao antigo, para que eles consigas sentir a mesma emoção que nós (seja isso bom ou mau). 

Da nossa primeira ofereceram-nos álbuns para colocarmos as informações mais importantes, como quando começou a andar e coisas do género, sempre acompanhadas de imagens. Completei a parte escrita, mas a nível de fotos puf não houve nenhuma. Da segunda, quis fazer diferente e dar-lhe oportunidade de ter algumas fotos, mas tudo na mesma. 

Bem, mas isso não interessa porque o que queria mesmo era dizer que há álbuns giríssimos para recordar as coisas mais queridas do primeiro ano deles (depois acaba por ser mais do mesmo lol) e nos obrigar a imprimir as fotos!!!

Já prometi a mim mesma que vai ser uma tarefa a terminar, para me deixar a mim feliz e orgulhosa e elas terem umas memórias giras para folhearem daqui a uns anos. 

Fica a ideia de que estes álbuns são também presentes fantásticos para quem espera bebé*



|crédito de imagem: Mafaldanoblog

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Amamentar*

Quando descobri que estava grávida pela segunda vez comecei a pensar na questão amamentação. Como não amentei na primeira vez (a pega nunca foi um sucesso e como o peso que estava a ganhar era pouco passamos para LA), estava curiosa para saber como iria correr na segunda. 

Sou mãe, mas também mulher e talvez a minha vertente mais independente me tenha feito sentir receosa relativamente a isso. Tirar a mama cá para fora de cada vez que ela quisesse mamar, podia ser de hora em hora ou talvez mais, estava a encarar como uma "prisão". Há muitas pessoas que não me entendem e provavelmente acham este tipo de pensamento indigno de quem é mãe, eu gosto de pensar que faz parte de mim, da minha maneira de ser e em nada tem a ver com o amor que nutro pelas minhas filhas. Se existe amor maior na minha vida são elas e por elas faço tudo (então se fazes tudo, podes dar de mamar porque é o melhor para ela). E dou, muito, todos os dias e noites. Como ainda estamos a passar a maior parte dos dias em casa, ela sempre que tem fome, cólicas ou simplesmente chora, vem para o peito. Sinto-me confortável com isso. Mas também me sinto bem se tiver de lhe dar LA ou do meu leite retirado pela bomba. Como em tudo na vida, não acredito em fundamentalismos, e acho/acredito que devemos sempre fazer o que for melhor na gestão familiar. 

Por isso, aqui andamos, sem pressas nem medos, a disfrutar uma da outra. Quando chora mama, quando quer conforto mama, quando tem pequenas cólicas mama, quando só quer aquele quente mama. 

Estou feliz, muito tranquila e vou deixa-la mamar pelo tempo que ela quiser, não o que eu quiser, mas o que ela quiser e estou inteiramente feliz com esta escolha* 

quarta-feira, 27 de setembro de 2017

O ninho*

Quando a Mada nasceu optamos por comprar um berço, de todos os que vimos o da chicco foi o que nos cativou mais. Também escolhemos uma cor neutra porque pensamos que se tivéssemos outro bebé serviria tanto rapariga como rapaz. 

A compra foi bem sucedida, mas não para o primeiro mês. A Mada sentia-se muito larga lá dentro, nada confortável, e isso dificultou as noites. Tentamos inúmeras maneiras de a tentar aconchegar, mas nenhuma com sucesso. Quando engravidei da kika, não quis correr o mesmo risco e decidi investir no ninho. 

Tive várias pessoas a dizerem que estava a fazer um investimento caro, que ia durar pouco tempo porque eles crescem rápido, entre outras coisas. Claro que quem o disse fez na melhor das intenções, mas quem passa pelas noites sou eu e o pai e como tal, temos de fazer o que achamos melhor para a gestão da casa/bebé. Foi decididamente o melhor investimento. 

A kika ainda passa muito tempo deitada, entre a mama e o seu dormitar diurno, e achamos que se aconchega muito melhor com o ninho. De todas os sites que vi, o da Coral foi o que mais gostei. Optamos pelo GreyStars, uma cor neutra e discreta. gosto de colocar um lençol da cama de grades com elástico por cima durante o dia, de noite opto por não ter nada. 

Estamos super satisfeitos, e a kika tem feito as melhores sestas/noites ali. há medida que for crescendo vamos abrindo para se sentir mais confortável. 

Nunca tomem decisões pelos outros, cada pai e mãe sabe qual a melhor gestão da sua casa e do seu bebé.

Podem ver mais destes ninhos em coralcoloratelier.tictail.com! 












Com a chegada do Outono e dos dias mais frios vem também a vontade de começar a combinar roupas mais quentes e navegar pelas lojas online... a minha perdição vai para a Zara que tem sempre, sempre alguma coisa que me deixa louca para comprar....

Desta vez, mais uns sapatos* 

Welcome Fall*


crédito de imagem: zara

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Back*

Depois de ter dedicado os últimos meses ao final da gravidez, preparativos para a chegada da Francisca, eis que consigo retomar a minha vidinha e ter algum tempo para vir escrever. 

Tive de parar algures no final da gravidez, estava a trabalhar muito e não estava a tomar a devida conta de mim mesma ou da minha bebé (nada de especial, mas precisava de descansar).

Cada semana estava mais perto de a conhecer, chegando mesmo a pensar que ia tê-la em Agosto, mas a bichinha acabou por ficar instalada até as 41 semanas, e tivemos de induzir parcialmente o parto. 

Foi tudo feito com muito cuidado porque tive uma cesariana anterior, e a minha médica monitorizou tudo até aos 80 mg de ocitocina. Não precisei de chegar a tanto, porque com 50 entrei em trabalho de parto. Águas rebentadas, e depois disso foram só 45 minutos até ela nascer. Nunca tinha pensado em como poderoso pode ser o nosso corpo para expulsar um ser. A força vem do infinito, as dores são lacerantes e a vontade de ter mais filhos (pelo menos para mim) pararam no momento em que não me consegui controlar e comecei a fazer força com a minha médica ainda a vestir a bata. Foi tudo tão incrivelmente novo e diferente, que nem desfrutei de ter marido ali ao pé, a minha médica a dar-me força e a rir-se, e só descansei quando a vi ao meu peito, cheia de sangue, cabelo escuro e a chorar. Foi sim, o melhor momento. 

Tive partos tão diferentes mas a paixão por elas foi logo arrebatadora. Ser mãe é isto, é deixar o nosso bebé decidir como quer nascer, deixar o nosso corpo ser guiado para fazer o que sabe melhor, dar á luz... seja cesariana ou parto normal. 

Neste momento ainda estou a deixar a adrenalina sair do meu corpo e coordenar-me com este feito que é ser mãe de duas miúdas. Há mesmo algo de maravilhoso nisto e quero desfrutar ao máximo.

E foi tudo o que consegui escrever porque já tenho a baby a choramingar por... MAMA!!!! Confesso, já me tinha esquecido desta parte!!!

Noutro post vou falar sobre a melhor aquisição para as noites dela... o ninho* 



sexta-feira, 16 de junho de 2017

O que usaria e o que nunca na minha vidinha* #1

A pessoa está mega grávida mas com um bronze daqueles bonitos, onde só apetece ter programas para vestir roupas giras e sapatos comfortaveis. Depois a pessoa pensa que afinal os programas não podem ser muitos porque tem uma galinha em casa, acorda cedo e cheia de energia para o dia. Eu e o homem com este calor andamos a rastejar, e por nós eram banhos de piscina todo o dia para refrescar. 

Bem, mas a pessoa aqui continua a gostar de um programa a dois, coisa simples, jantar e um passeio curto, bem arranjada e de preferência com sapatos confortaveis. É que não tenho só de correr atrás de uma piolha de 2 anos e meio, ainda carrego uns kilos de barriga, como podem ver não anda fácil. Então ponho-me a pesquisar na zara sapatos que possa comprar ou tirar ideias de conjuntos para juntar os que já tenho. 

Encontrei 4 pares, dois usava num abrir e fechar de olhos, os outros dois NUNCA NA MINHA VIDINHA!!! Só se quisesse partir-me toda..... 

Aqui estão eles!!! 

Os que eu usaria:



Adoro branco e dourado em pés bronzeados... basta uns jeans, uma t shirt branca e uns sapatos destes para o look ficar simples mas cheio de estilo*

Os que NUNCA NA MINHA VIDINHA:



Não tenho palavras..... 

|crédito de imagem: zara